"Folha - O sr. acredita na acusação contra seu filho?

Ludovico Ramalho Bruno - Eles não são bandidos. Tem que criar outras instâncias para puni-los. Queria dizer à sociedade que nós, pais, não temos culpa nisso. Eles cometeram erro? Cometeram. Mas não vai ser justo manter crianças que estão na faculdade, estão estudando, trabalham, presos. É desnecessário, vai marginalizar lá dentro. Foi uma coisa feia que eles fizeram? Foi. Não justifica o que fizeram. Mas prender, botar preso, juntar eles com outros bandidos... Essas pessoas que têm estudo, que têm caráter, junto com uns caras desses? Existem crimes piores.
(...)Não é justo prender cinco jovens que estudam, que trabalham, que têm pai e mãe, e juntar com bandidos que a gente não sabe de onde vieram. Imagina o sofrimento desses garotos.

(...)

Palavras de um dos pais dos 5 acusados de espancar sem motivos uma empregada doméstica no RJ.

Concordo com essa história de que misturar bandido com playboy na cadeia não é justo. Isso deve acabar por completo com qualquer esperança desses bandidos sem pai, mãe ou estudo levarem uma vida digna e honesta fora da prisão.

Eles deveriam é ser presos junto com os pais."


Sem mais comentários.